);

A Declaração de Imposto Retido na Fonte – DIRF 2020, é uma obrigação tributária para todas as pessoas jurídicas ou físicas que fizeram retenção de imposto no ano anterior. A declaração não sendo feita há grandes riscos de cair na malha fina.

Dentre as várias responsabilidades da vida do empregador doméstico que acontecem o ano todo, algumas delas têm data certa. Para que você não corra o risco de se esquecer de nenhuma delas, o HDL lhe envia notificações e e-mails sempre que necessário.

No dia 28 de fevereiro vencerá o prazo para declarar a DIRF 2020, referente ao imposto retido na fonte do ano de 2019. Quer saber se precisará fazer e como fazer? Continue lendo!

Quem tem que declarar DIRF?

Todo o empregador que, no exercício anterior, reteve imposto de renda da empregada doméstica, precisa fazer a DIRF. O recolhimento de imposto acontece quando há o pagamento mensal superior a R$ 1.903,98, ou se na soma dos valores totalizou a quantia de R$ 28.559,70.

Todos os rendimentos pagos devem ser contabilizados, incluindo horas extras, décimo terceiro, férias e rescisão.

Como fazer a declaração?

Antes de baixar o Programa no site da Receita, tenha em mãos os seguintes documentos:

  • Nome (de cada um dos seus beneficiários)
  • CPF (de cada um dos seus beneficiários)
  • Valores recebidos por cada beneficiário (esta informação deve ser exposta de forma individual)
  • Mês de pagamento e código que identifica cada operação

Ao baixar o programa o contribuinte será direcionado para a instalação guiada e será aberta essa primeira tela:

Calculadora de Salário do Emprego Doméstico

Após fechar a primeira tela, abre a opção para selecionar nova declaração:

Selecionando “nova declaração” o empregador deve informar seu CNPJ ou seu CPF:

Feito isso, o sistema irá confirmar se você quer criar uma nova declaração com seus dados. Você deve confirmar para seguir para a próxima tela. Caso você já tenha feito no ano anterior, pode também exportar os dados já salvos.

Agora é só preencher seus dados completos e preencher também a aba de “rendimentos tributáveis” informando os dados do beneficiário. Finalizando, aconselhamos que revise todos os valores e pode enviar os dados pela internet.

O prazo para envio é até das 23h59m. do dia 28 de fevereiro. Cuidado para não perder o prazo!

O que acontece se perder o prazo?

Caso não seja feita a declaração além do empregador ser notificado pela Receita, terá que fazer o pagamento de multa. A multa inicia com o valor de R$ 200,00.

Fiz a rescisão da empregada doméstica em 2019, mesmo assim devo declarar?

Mesmo se a empregada doméstica já tenha sido desvinculada do eSocial, se houve retenção de imposto na fonte, a declaração é obrigatória.

Outras dúvidas? Assine a newsletter do Hora do Lar e esteja sempre bem informado. Confira também nosso outros artigos sobre empregador doméstico.

[Modelo] Recibo de pagamento do empregado doméstico

0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *