Em ao menos 18 municípios, os empregadores domésticos já terão que desembolsar uma quantia maior no pagamento de vale transporte. O reajuste das tarifas entrou em vigor a partir de 2 de janeiro embora ainda não seja para todos país.Na cidade do Rio de Janeiro as passagens de ônibus passaram para R$ 3,80, um aumento de R$ 0,40. Assim como em São Paulo, as passagens unitárias  de ônibus, trem e metrô passam de R$ 3,50 para R$ 3,80.Portanto, confira na tabela abaixo algumas das cidades que terão reajuste nas tarifas do transporte público de 2016:

Tabela de tarifas por município para 2016

Cidade Tarifa Início da vigência: Atual (R$) Novo valor (R$)
Araxá (MG) ônibus 1º de janeiro 2,70 2,90
Boa Vista (RR) ônibus 1º de janeiro 2,80 3,10
Boa Vista (RR) táxi-lotação 1º de janeiro 3,40 4,00
Belo Horizonte (MG) ônibus 3 de janeiro 3,40 3,70
Belo Horizonte (MG) metropolitano 3 de janeiro 3,95 4,45
Campinas (SP) ônibus 3 de janeiro 3,50 3,80
Cascavel (PR) ônibus 5 de janeiro 2,90 3,33
Caxias do Sul (RS) ônibus 1º de janeiro 3,45 3,40
Divinópolis (MG) ônibus 3 de janeiro 3,00 3,45
Franciso Beltrão (PR) ônibus 1º de janeiro 2,80 3,00
Florianópolis (SC) ônibus 3 de janeiro 2,98 no cartão. 3,10 no dinheiro 3,34 no cartão. 3,50 no dinheiro.
Guarapuava (PR) ônibus 3 de janeiro 2,60 2,80
Guarulhos (SP) ônibus 3 de janeiro 3,50 3,80
Joinville (PR) ônibus 4 de janeiro 3,25 antecipada. 3,70 no ônibus 3,70 antecipada. 4,50 no ônibus.
Londrina (PR) ônibus 1º de janeiro 3,25 3,60
Pato Branco (PR) ônibus 1º de janeiro 2,70 dinheiro e 2,60 cartão 2,85 dinheiro e 2,70 cartão
Petrolina (PE) ônibus 1º de janeiro 2,80 3,20
Presidente Prudente (SP) ônibus 3 de janeiro 2,80 3,00
Rio de Janeiro (RJ) ônibus 2 de janeiro 3,40 3,80
Rio de Janeiro (RJ) barcas 12 de fevereiro 5,00 5,60
Rio de Janeiro (RJ) trens 2 de fevereiro 3,30 3,70
Salvador (BA) ônibus 2 de janeiro 3,00 3,30
São Paulo (SP) ônibus, metrô e trem 9 de janeiro 3,50 3,80
São Paulo (SP) Integração ônibus e trilhos 9 de janeiro 5,45 5,92
Uberaba (MG) ônibus 1º de janeiro 3,10 3,50
Uberlândia (MG) ônibus 3 de janeiro 3,10 3,50

Reajuste nas tarifas do transporte

Porque pagar VT ao empregado doméstico?

Porquê além de ser um benefício do empregado, é também uma obrigação legal do empregador para garantir a locomoção do doméstico, diariamente para seu local de trabalho. Portanto, dispensando a necessidade do uso de sua renda pessoal para essa finalidade.

Igualmente importante é garantir  que o VT seja adiantado no início do respectivo mês. Além disso, é necessário conferir na hora da contratação, o trajeto percorrido pelo empregado. Afinal de contas o VT será calculado através da quantidade de dias e valor diário das passagens para cada mês.

Por fim, vale lembrar que na relação do emprego doméstico podemos pagar o vale transporte em dinheiro ao empregado. Mas é dever do empregador realizar o cálculo do valor correto para suprir o gasto mensal do funcionário. Tendo, por sua vez, como base os meios de transportes necessários à locomoção do empregado.

Nosso artigo foi útil para você? Então comente aqui, visite nossas redes sociais e acompanhe o que o Hora do Lar posta no Facebook, Instagram, YouTube e Linkedin!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *