O novo salário mínimo 2018 começou a valer no dia 1 de janeiro para todos os empregados domésticos. O valor foi alterado para R$ 954, um aumento de R$ 17 em relação ao salário mínimo do ano anterior. Em comparação ao ano anterior, o reajuste foi mais baixo porque a fórmula de correção leva em conta a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Vale lembrar que o cálculo é feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

via GIPHY

Como ficou o aumento no salário mínimo 2018?

  • R$954,00 de salário mínimo mensal.
  • R$31,80 de salário mínimo diário.
  • R$4,34 de salário mínimo por hora.

Alteração de salário na carteira de trabalho

Com a carteira de trabalho do empregado em mãos o empregador deve procurar pela seção “alteração de salário”. Em seguida, preencher os campos como as informações abaixo:

  • Aumentado em: dia em que o aumento ocorreu.
  • O novo valor do reajuste.
  • Na função de: a função que o empregado doméstico exerce em sua residência.
  • CBO: o número de identificação da função que o empregado exercer na sua residência.
  • Por motivo de: o porquê do aumento do salário. Os motivos variam, podem ser por mudança de função, antiguidade, merecimento, etc.

Por exemplo:

Salário Mínimo 2018

Piso Salarial para Empregada Doméstica

O salário mínimo 2018 é também o valor mínimo para o pagamento de empregados domésticos em vários Estados brasileiros. O novo valor foi definido em R$ 954 em 2018. Vale lembrar que esse mínimo não é aplicável em diversos Estados da União, onde há salário mínimo regional. Por isso, é importante manter a atenção a esses detalhes.

Salário Mínimo Regional

Nem todos os estados da federação seguem o salário estipulado pelo Governo Federal. Em alguns estados, a legislação estabelece o Salário Mínimo Regional. Ou seja, o piso salarial para empregada doméstica deverá ser respeitado dentro de todo o Estado. Vale lembrar que o piso estadual nunca poderá ser inferior ao valor do piso salarial nacional.

Consulte o salário mínimo regional dos empregados doméstico 2018

Inclusive, o caso de benefícios sociais e trabalhistas federais, o trabalhador continuará recebendo de acordo com o mínimo Federal. Independente de seu Estado ter um valor superior estabelecido como Mínimo Regional. Isso porque os Estados devem obedecer a legislação Federal, e não o contrário.

Reajustes do Salário Mínimo nos últimos 10 anos

Ano Valor Lei Reajuste do salário
2018 R$ 954,00 Decreto 1,81%
2017 R$ 937,00 Decreto 8.948/2016 6,48 %
2016 R$ 880,00 Decreto 8.618/2015 11,68 %
2015 R$ 788,00 Decreto 8.381/2014 8,84 %
2014 R$ 724,00 Decreto 8.166/2013 6,78 %
2013 R$ 678,00 Decreto 7.872/2012 9,00 %
2012 R$ 622,00 Decreto 7.655/2011 14,13 %
2011 R$ 545,00 Lei 12.382/2011 0,93 %
2011 R$ 540,00 MP 516/2010 5,88 %
2010 R$ 510,00 Lei 12.255/2010 9,68 %
2009 R$ 465,00 Lei 11.944/2009 12,05 %
2008 R$ 415,00 Lei 11.709/2008 9,21 %

Fonte: planalto.gov.br

Salário Líquido 2018

Um detalhe importante que não é mencionado por muita gente é que o valor do Salário Mínimo 2018 não é o valor que chega necessariamente à mão do trabalhador. Isso acontece porque o Governo Federal cobra uma série de descontos no holerite que, no final das contas, acaba recebendo menos do que esperava.

Ao vencimento efetivo que chega às mãos do trabalhador, dá-se o nome de Salário Líquido 2018. Para exemplificar, confira os descontos que os vencimentos do trabalhador sofrem antes de chegar em suas mãos.

  • Alíquota do INSS – Incide sobre 8 a 11% do valor do salário do empregado, dependendo de quanto esse receba.
  • IRRF (Imposto de renda retido na fonte) – A alíquota varia de acordo com o vencimento do trabalhador. Caso seu vencimento seja de 1 salário mínimo, estará isento de IRRF.
  • Vale Transporte – 0 a 6%.
  • Pensão alimentícia – É descontada dos rendimentos do trabalhador, caso esse seja obrigado a pagar pela justiça.
  • Assistência Médica.
  • Faltas e atrasos.
  • É muito importante que o trabalhador conheça os seus descontos para cobrar, em caso de desconto indevido de sua folha de pagamentos.

Para tirar as suas dúvidas, confira abaixo a cálculo do salário 2018.

Cálculo do salário mínimo

Desde a aprovação da PEC de reajuste dos Gastos da União, o salário mínimo 2018 é calculado da seguinte forma:

Soma-se a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior com o resultado do crescimento do produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. Caso algum desses valores seja negativo, desconsidera-se. Assim, evita-se o risco de redução dos salários.

Por fim, para se manter atualizado com as mudanças no emprego doméstico inscreva-se na nossa newsletter para receber mais novidades! Além disso, conecte-se com a gente através das redes sociais e vamos continuar trocando conhecimentos!

Com o intuito de facilitar, siga os links a seguir: Facebook, LinkedIn, YouTubeInstagram!


Diana Hada

Bacharel de Publicidade e Propaganda, com qualificação técnica em Assistente de Atendimento, Planejamento, Criação e Produção Publicitária no Centro Universitário Senac. Especialista em Inbound Marketing e Produção de Conteúdo para Web pela Rock Content; certificada em Redes Sociais pela Unieducar e em Comunicação Integrada de Marketing pela ESPM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *