O reajuste da tabela INSS 2019 para empregados domésticos que recebem salário mínimo será pago a partir da próxima sexta-feira, dia 25. Veja a seguir a tabela INSS atualizada.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Tabela do INSS 2019

Valor do salário ou Contribuição (R$)Alíquota do INSS do
Empregador Doméstico
Alíquota do INSS a ser descontada da
Empregada Doméstica
Recolhimento Total
Até 1.751,8116%
8%
8%
De 1.751,82 a 2.919,7217%9%8%
De 2.919,73 até 5.839,4519%11%8%

As alíquotas são de 8% para aqueles que ganham até R$ 1.751,81; de 9% para quem ganha entre R$ 1.751,82 e R$ 2.919,72; e de 11% para os que ganham entre R$ 2.919,73 e R$ 5.839,45.

Essas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, devem ser recolhidas apenas em fevereiro. Uma vez que, em janeiro, os segurados pagam a contribuição referente ao mês anterior.

Vale lembrar que o empregador doméstico tem o dever de fazer recolhimento do INSS através da Guia DAE desde a PEC das Domésticas de 2015.

Reajuste do INSS

Segundo Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), atualmente 23,3 milhões de aposentados e pensionistas que ganham um salário mínimo poderão retirar o valor do seu benefício reajustado a partir do dia 25/01.

O pagamento de R$ 998 será feito como sempre, de acordo com o número final do cartão de beneficiário (antes do dígito verificador), entre os últimos cinco dias de um mês e os cinco primeiros dias do mês seguinte.

Veja a tabela de pagamento do benefício 2019:

Tabela INSS

O piso previdenciário, valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte) e das aposentadorias dos aeronautas, será de R$ 998,00.

O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado em R$ 998 por mês, em 2019.

Reajuste do INSS para quem recebe acima do mínimo

De acordo com o comunicado divulgado pelo INSS, os segurados da Previdência Social cujo salário são superiores ao salário mínimo terão seus benefícios reajustados em 3,43%.

O que, por sua vez, acompanha  o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Esse índice foi oficializado pela Portaria Nº 9 do Ministério da Economia, na última quarta-feira, dia 16, através do Diário Oficial da União (DOU). E passou a valer desde 1º de janeiro de 2019.

Por outro lado, vale lembrar que qualquer empregado que possua direito a benefícios previdenciários que por sua vez recebe acima do mínimo, o benefício começa a ser pago apenas no dia 1º de fevereiro.

Segundo o INSS, o teto dos benefícios pagos com o reajuste de 3,43% altera o valor de R$ 5.645,80 para R$ 5.839,45. 

As faixas de contribuição ao INSS dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos (conforme mostrado na tabela acima) também foram reajustadas.

No que diz respeito ao salário-família o valor passa a ser de R$ 46,54, no caso de beneficiários com remuneração mensal inferior a R$ 907,78. E de R$ 32,80, para o segurado com remuneração mensal acima de R$ 907,77 e inferior ou igual a R$ 1.364,43.

Análise da declaração de IRPF 2019Powered by Rock Convert
Categorias: INSS e FGTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *