);

Quando a empregada não comparece ao trabalho e não entrega ao empregador algum atestado que comprove o motivo da ausência, isso é considerado falta injustificada. Nesses casos, é aplicado desconto de faltas nos salário da empregada doméstica

 

Faltas injustificadas podem causar uma série de consequências ao trabalhador. A curto prazo acontece o desconto dos dias não trabalhados e também o DSR no salário da empregada doméstica. Já a longo prazo pode acontecer diminuição nos dias de férias da empregada.

Fique bem tranquilo, no artigo a seguir a gente te mostra como e o que deve ser calculado nas faltas da empregada e ainda um exemplo de como você pode fazer!

Fatas justificadas e faltas injustificadas

É de fácil entendimento que as faltas injustificadas são aquelas em que o trabalhador não atesta, ou seja, apresenta um documento ao empregador.

Entretanto, a lei determina quais são as faltas em que o empregador não pode, em hipótese alguma, descontar do salário da empregada. Observe a lista abaixo:

  • Em caso de falecimento do cônjuge, ascendente, descendente, irmão ou pessoa que, declarada em sua Carteira de Trabalho e Previdência Social, viva sob sua dependência econômica;
  • Em virtude de casamento;
  • Em caso de nascimento de filho, no decorrer da primeira semana;
  • Em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada;
  • Até 2 (dois) dias consecutivos ou não, para o fim de se alistar eleitor, nos termos da lei respectiva;
  • No período de tempo em que tiver de cumprir as exigências do Serviço Militar;
  • Nos dias em que estiver comprovadamente realizando provas de exame vestibular para ingresso em estabelecimento de ensino superior;
  • Pelo tempo que se fizer necessário, quando tiver que comparecer a juízo;
  • Pelo tempo que se fizer necessário, quando, na qualidade de representante de entidade sindical, estiver participando de reunião oficial de organismo internacional do qual o Brasil seja membro.

Desconto do DSR

Ao cometer faltas injustificadas a empregada, além do dia de trabalho, perde também o DSR da semana em que cometeu as faltas. Essa regra é prevista no decreto nº 27.048 de 12 de agosto de 1949, que determina:

Perderá a remuneração do dia de repouso o trabalhador que, sem motivo justificado ou em virtude de punição disciplinar, não tiver trabalhado durante a semana, cumprindo integralmente o seu horário de trabalho. 

Contudo, isso não significa que se a empregada faltar dois dias na mesma semana dois DSR’S serão descontados, muito pelo contrário. De regra geral é possível descontar apenas um DSR por semana, ou seja, por mais que a empregada tenha feito 2 ou mais faltas injustificadas na mesma semana, ela não perderá os próximos descansos semanais remunerados que tem direito.

A relação entre faltas e férias

Para quem acha que só o descanso semanal remunerado e o salário são afetados com as faltas injustificadas está muito enganado.

Dependendo do número de faltas injustificadas que a empregada cometer durante o período aquisitivo terá reflexo direto na quantidade dias de férias que ela terá direito. Observe a tabela proporcional entre faltas e férias

FaltasDias de férias
até 530 dias de férias
6 a 1424 dias de férias
15 a 2318 dias de férias
24 a 3212 dias de férias

Cálculo do desconto de faltas no salário da empregada doméstica

Agora que você já entende todos os conceitos de faltas injustificadas e as devidas consequências, vamos ver como funciona o cálculo para desconto no salário.

Primeiramente, o empregador vai usar esta formula para saber o valor de desconto no salário do empregado: (salário mensal / 30). Agora vamos a um exemplo?!

998 ÷ 30 = R$ 32, 26 (valor do desconto aplicado no salário para um dia de falta não justificada)

Caso a empregada tenha cometido 3 faltas em uma semana o empregador faz a mesma conta multiplicando pela quantidade de faltas da empregada. Dessa forma, ficaria assim:

(salário mensal / 30) x 3

998 ÷ 30 = R$ 33, 26

33, 26 x 3 = 99,78

Descontos automáticos e sem cálculo

O cálculo do desconto de faltas no salário da empregada doméstica é somente um entre vários que o empregador faz, quase rotineiramente. Essa e outras diversas rotinas da gestão do empregado doméstico, tornam essa tarefa muitas vezes complexa para o empregador.

Para tranquilidade geral dos os empregadores, já existem algumas soluções que tornam a gestão do empregado mais fácil e automática.

A Plataforma Hora do Lar faz o gerenciamento mais seguro e completo do seu empregado doméstico. Nossa ferramenta conta com a mais alta tecnologia por isso fazemos os cálculos de faltas, férias, horas extras e rescisão em apenas um clique. Tudo para facilitar a vida do empregador. Conheça o nosso serviço e descubra o que o Hora do Lar pode fazer por você.


6 comentários

caca · 31 de julho de 2019 às 11:18

tenho uma empregada que trabalha 4 vezes por semana e ela faltou um dia, como devo fazer o calculo do dia da falta.

    Kezia Amaro de Souza · 31 de julho de 2019 às 14:14

    Olá Caca, tudo bem?
    Para fazer o cálculo desse dia de falta você deve aplicar a seguinte formula: (salário mensal / 30).
    Caso a sua empregada receba o salário mínimo atual que é de R$998,00, o cálculo ficaria assim:

    998 ÷ 30 = 33,26 (esse será o valor do desconto no salário da sua empregada referente ao um dia de falta)

Mila · 20 de agosto de 2019 às 07:48

Como descontar o final de semana remunerado quando há uma falta injustificável na semana?

    Lucilia Mendes · 20 de agosto de 2019 às 11:17

    Olá Mila, Tudo bem?

    Em caso de faltas injustificadas a funcionária perde a remuneração do dia e o DSR da semana (normalmente o domingo). Assim segue exemplo de cálculo.

    Fórmula (salário mensal / 30).
    Caso a sua empregada receba o salário mínimo atual que é de R$998,00, o cálculo ficaria assim:

    (998 ÷ 30)* 1 dia = 33,26 (esse será o valor do desconto no salário da sua empregada referente ao dia de falta)
    (998 ÷ 30)* 1 dia = 33,26 (esse será o valor do desconto no salário da sua empregada referente ao dia de DSR)

    Assim o desconto total no salário da funcionária é 66,52 (1 dia de trabalho e o DSR)

    Gostaria de lembrar que o DSR é o dia descanso semanal garantido por lei, e o desconto no salário é apenas referente ao dia deste descanso (1 dia na semana)

    Espero ter ajudado!

Eliana Terada · 5 de setembro de 2019 às 11:13

Bom dia!
Se o mês tiver 31 dias o calculo é o mesmo com 30 ?

    Lucilia Mendes · 18 de setembro de 2019 às 17:59

    Olá Eliana, tudo bem?

    O cálculo vai depender de qual base é usada por você para os cálculos.

    Atualmente existem duas formas utilizadas por programas de folhas.

    1. considerar a base 30 para todos os meses do ano (média anual).
    2. considerar a base de acordo com o respectivo mês, ou seja, em mês de 31 dias será considerado a base 31.

    O eSocial utiliza para seu calculo automático de folha a base de acordo com o respectivo mês, e por isso aconselho que siga os mesmos procedimentos,

    Portando os cálculos ficam da seguinte forma.

    (998 ÷ 31)* 1 dia = 32,19 (esse será o valor do desconto no salário da sua empregada referente ao dia de falta)

    Espero ter ajudado 🙂

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *