...

Lançar Redução de Jornada e Salário da Doméstica no eSocial!

Lançar redução de jornada e salário da doméstica no eSocial foi um processo fundamental para garantir a prestação de serviços durante a pandemia do Covid-19. Contudo, com o fim da MP 1045 em agosto de 2021, não é mais possível realizar a ação.

Com a Pandemia do Covid-19, muitos aspectos da realidade trabalhista mudaram de forma drástica. Em busca de encontrar o melhor para todos e diminuir os impactos negativos, o Governo Federal fez algumas mudanças e reformas.

As resoluções da medida provisória do início de 2021 geraram alvoroço entre empregadores e empregadas. Curiosos a respeito das novas possibilidades, todos notaram a necessidade de atenção aos detalhes da lei e sobre como aplicá-los.

Mas pesquisar sobre legislação pode ser trabalhoso, não é mesmo? Por isso, a fim de te ajudar com todos os detalhes, o Hora do Lar separou todas as informações que você precisa abaixo, de maneira simples e segura.

lancar reducao de jornada e salario da domestica no esocial
Passo a passo para fazer o lançamento da redução de jornada e de salário da empregada doméstica no eSocial Doméstico – Foto: Freepik.

Redução de jornada e salário da doméstica

A pandemia do Coronavírus impôs dificuldades inesperadas a todos. Ao mesmo tempo em que a segurança se tornou prioridade, a manutenção de uma rotina saudável também se fez necessária.

A casa tornou-se o espaço de trabalho, de lazer, de estudo. Um único ambiente passou a integrar todas as áreas de nossas vidas, o que tornou o trabalho doméstico ainda mais indispensável.

Por isso surgiu a Medida Provisória (MP) 1045, de 28 de abril de 2021. A partir dela, a redução de salário e jornada proposta pela MP se tornou uma realidade em potencial. Afinal, com menos tempo de contato entre empregador e empregada, as chances de contágio eram menores.

A redução se dá apenas de maneira conjunta; isto é, salário e jornada deveriam diminuir juntos e de forma proporcional. Os pisos de redução eram de 25%, 50% ou 75%.

Visto isso, o valor da hora trabalhada permanecia o mesmo. A diminuição salarial da empregada doméstica, portanto, diz respeito apenas à redução jornada. Trabalha-se menos e, por isso, recebe-se menos.

Em outras palavras, o empregador não pode e não deve reduzir o salário base da empregada doméstica. Ela apenas irá receber menos por ter a jornada de trabalho reduzida.

Outro ponto importante dizia respeito ao direito de recusa da empregada doméstica. Uma vez tendo recebido a proposta, ela possuía até dois dias para aceitar ou recusar. É imprescindível que na proposta estivessem claros os valores e o período de validez do acordo, que não poderiam ultrapassar o período de vigência da MP.

Detalhes importantes

A MP 1045, que previa a diminuição de jornada e salário, perdeu a validade no dia 25 de agosto de 2021. Sendo assim, não é mais possível lançar redução de jornada e salário da doméstica no eSocial desde então.

O piso de redução era essencial para que o acordo seguisse os conformes da lei. O valor deveria seguir a média dos últimos três salários recebidos, tendo como piso o valor do seguro desemprego no ano vigente.

Durante o período de redução de jornada, o empregador pagaria o salário de acordo com a jornada reduzida. A empregada, porém, não ficaria sem o dinheiro: o governo complementava a diferença ocasionada pela redução.

Além disso, o cadastro do acordo no eSocial Doméstico foi fundamental tanto para empregador quanto para empregada. Apenas assim a redução entrava nos conformes da lei. Além disso, ao aplicar as informações no eSocial, o direito ao complemento do governo era conecido à doméstica.

Como lançar redução de jornada e salário da doméstica no eSocial

Para lançar redução de jornada e salário da doméstica no eSocial, o empregador deveria seguir o seguinte passo a passo:

  1. Acesse o eSocial e clique em “Gestão de Empregados”;
  2. Selecione o funcionário, acesse “Dados Contratuais” e clique em “Consultar ou Alterar”;
  3. Insira a data de início da suspensão;
  4. Ajuste o campo “Salario Fixo” com o valor já deduzido de acordo com o percentual de redução (25% , 50% ou 75%) e altere o campo de horas semanais, assim como o tipo de jornada;
  5. Altere carga horária reduzida;
  6. Programe-se para refazer o processo após o período de redução ou suspensão, alterando os dados para os que eram anteriormente.

Economize seu tempo

Administrar uma empregada doméstica não é uma tarefa fácil ou rápida. Em meio a diversas obrigações e responsabilidades, contar com uma plataforma especialista no assunto pode deixar sua rotina mais simples e até automática.

Há mais de 5 anos, o Hora do Lar ajuda mais de 1500 empregadores domésticos todos os meses. Somos uma solução completa e inteligente, pronta para te ajudar a fazer a melhor gestão da empregada doméstica. Tudo isso com diversas vantagens, como:

  • Controle de ponto;
  • Integração completa com o eSocial Doméstico;
  • Emissão de guias e comprovantes de pagamento;
  • Geração do informe de rendimentos;
  • Cálculo automático de salário, 13°, férias e rescisão;
  • Muito mais.

Descubra tudo o que o Hora do Lar pode fazer por você. Faça seu cadastro agora mesmo!

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

Quer receber mais conteúdos como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail toda
2ª feira e participe da comunidade do Hora do Lar!

© 2015-2023 Hora do Lar. CNPJ 21.011.165/0001-39. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade. Feito com ❤ pelo time HDL.

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.