Rate this post

Dentre as funções de um cuidador de idosos, podemos citar que o profissional atende à necessidades como ajuda na locomoção, hiegiente, remédios, alimentação, etc. Para entender melhor os pormenores sobre o que um cuidador de idosos faz, continue a leitura. Vamos esclarecer algumas dúvidas.

Para famílias que não podem cuidar do membro mais velho da casa que possui maior necessidade de ajuda, é comum a contratação de um cuidador para dar suporte. Nesse caso, é importante ter em mente quais são os deveres e direitos cabíveis a este profissional. Para isso, conte com o Hora do Lar. Vamos lá?

O que um Cuidador de Idosos faz - cuidadora abraçando um idoso

A demanda por um cuidador de idosos é crescente. Isso porque aexpectativa de vida hoje é a maior média da história. O estudo, realizado em julho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que a longevidade chegou a 76 anos.

O que, por sua vez, representa um aumento de 22 anos em comparação aos registros, por exemplo, na década de 1960, onde a expectativa de vida média era de 54 anos. Em 2018, no entanto, o Brasil alcançou o número recorde de 208,4 milhões de habitantes, também de acordo com a pesquisa do IBGE.

Assim, o a profissão do cuidador de idoso está cada vez mais em pauta. E não é para menos. Além de uma demanda da sociedade, trata-se de uma necessidade familar. Afinal, nem todo mundo pode se disponibilizar ao cuidado integral do membro mais velho da família. Além disso, é comum que se queira manter a rotina do idoso o mais confortável e próxima de seus familiares quanto for possível.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que faz um cuidador de idosos?

O que faz um cuidador de idosos é uma dúvida comum às famílias que estão procurando informações para ponderar uma contratação. Dentre as atividades previstas, o cuidador deve dar banho, trocar a roupa,  fralda (se necessário) e ajudar na hora de tomar os remédios.

Segundo o Ministério da Saúde: a função do cuidador é acompanhar e auxiliar a pessoa a se cuidar, fazendo pela pessoa somente as atividades que ela não consiga fazer sozinha. Ressaltando sempre que não faz parte da rotina do cuidador técnicas e procedimentos identificados com profissões legalmente estabelecidas, particularmente, na área da enfermagem.

Fonte: Manual dos cuidadores de pessoas idosas

Na hora de contratar, é importante identificar algumas características importantes sobre o profissional. Nesse trabalho, é essencial poder contar com um cuidador: responsável, ágil, paciente e pontual, por exemplo, são algumas características a serem observadas.

Essas características, por sua vez, devem ser analisadas conforme as necessidades particulares de cada família, mas acima de tudo, as demandas do idoso.

Afinal, as prioridades mudam conformam as necessidades. Inclusive de carga horária. No caso do cuidador, assim como em outras profissões, existem algumas regrinhas para a jornada de trabalho do cuidador de idosos. Por isso, é importante conhecer quais são as possibilidades disponíveis de turnos de trabalho para atender as necessidades.

Funções do cuidador de idosos

De acordo com o Manual dos Cuidadores de Pessoas Idosas, “a função básica do cuidador é auxiliar no desempenho das atividades de vida diária, tendo por princípio ajudar a pessoa idosa na medida de sua necessidade, nem mais nem menos.”  

Segundo ele, as atividades exercidas pelo cuidador podem ser divididas em três tipos, por exemplo:

Atividades básicas de vida diária (ABVDs)

Envolvem cuidados tais quais: alimentação, higiene, vestimentas, locomoção, exercícios, etc. Neste caso, a a realização dessas atividades são feitas com dificuldade moderado de dificuldade.

Atividades instrumentais de vida diária (AIVDs)

Corresponde a tarefas como tomar os remédios, fazer compras, utilizar transporte,
realizar tarefas domésticas leves e pesadas, preparar refeições e telefonar. Quando comprometidas, é hora da família organizar para dedicar mais tempo a pessoa idosa, ou considerar a contratação de um profissional para o cuidado.

Atividades avançadas de vida diária (AAVDs)

Atividades como a participação como viajar, visitar familiares e amigos, praticar esportes, etc. Seu comprometimento pode requerer o auxílio de outra pessoa para desempenhá-las. No geral, sua ausência não compromete a sobrevida do idoso, mas sua qualidade.

Importância do cuidador de idosos

Segundo o IBGE, calcula-se que a população do Brasil cresça nas próximas três décadas. Ou seja, até 2047, o País deve chegar a 233,2 milhões de pessoas.

Nos anos seguintes, por outro lado, esse número deve reduzir até 228,3 milhões em 2060. De acordo com a pesquisa, os motivos para tal seriam:

  • a redução da taxa de fecundidade;
  • a gravidez tardia;
  • e a diminuição na relação entre idosos e jovens.

Outro dado curioso sobre a importância do cuidador de idoso é que até 2060, os brasileiros com idade superior a 60 anos mais que dobrará de tamanho em relação a 2018. Atualmente, com 13,44%. Isso significa que, nos próximos 42 anos, os idosos corresponderão a 32,1% da população total do País.

Em 2060, por sua vez, um 1/4 (25%) da população terá mais de 65 anos. Além disso, a expectativa de vida será de 81 anos. Ao passo que, a população de crianças de até 14 anos, atualmente com 21,3%, promete cair em 2060. Assim, representando apenas 14,7% da população total do Brasil.

Se você tem alguma dúvida sobre como contratar ou como registrar um cuidador de idosos, entre em contato. Por fim, compartilhe nas redes sociais. Esse artigo pode ajudar outras pessoas também.

Ficamos felizes em contribuir!

Análise da declaração de IRPF 2019Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *