...

O que um Cuidador de Idosos faz? Confira todos os detalhes!

Afinal, o que um cuidador de idosos faz? As principais responsabilidades são fornecer ajuda e assistência física, emocional e psicológica, além das condições básicas de bem-estar e qualidade de vida. Assim, é importante se atentar e cuidar da alimentação, saúde, higiene e demais necessidades do idoso.

A população brasileira envelhece cada vez mais. De acordo com estudos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população acima dos 60 anos representou cerca de 14,7% do total brasileiro. Já a porcentagem abaixo dos 30 anos tem diminuido gradativamente mais.

Com o envelhecimento de um membro da casa, é comum que a família necessite da ajuda de um profissional para realizar os devidos cuidados – sobretudo quando todos os integrantes trabalham e passam o dia longe de casa.

Mas o que um cuidador de idosos faz? Quais são suas funções e responsabilidades? Para te ajudar, o Hora do Lar preparou este conteúdo completo especialmente para você. Continue conosco até o final e boa leitura.

o que um cuidador de idosos faz
Funções e responsabilidades dos cuidadores de idosos? Confira tudo sobre – Foto: Freepik.

O que um cuidador de idosos faz?

Antes de admitir o profissional, muitos empregadores se perguntam o que um cuidador de idosos faz, a fim de garantir que o funcionário irá atender todas as necessidades da família.

O cuidador de idosos possui papel central no cuidado de pessoas idosas, a fim de garantir seu bem-estar e boa qualidade de vida. Por isso, uma de suas principais responsabilidades é oferecer o suporte físico, emocional, psicológico e social necessários no dia a dia.

Assim, o profissional ajuda o idoso a realizar suas atividades diárias, atentando-se à alimentação, saúde, higiene e demais necessidades. Além disso, preza-se por um ambiente bem cuidado, limpo e salubre para o familiar, deixando-o à vontade e confortável.

Contudo, não é apenas isso: as responsabilidades e deveres do cuidador depende diretamente das necessidades do idoso e do ambiente no qual atuam. Por isso, algumas atividades como auxílio em banho, alimentação, medicação e etc podem ser solicitadas pelos familiares.

Segundo o Ministério da Saúde: a função do cuidador é acompanhar e auxiliar a pessoa a se cuidar, fazendo pela pessoa somente as atividades que ela não consiga fazer sozinha. Ressaltando sempre que não faz parte da rotina do cuidador técnicas e procedimentos identificados com profissões legalmente estabelecidas, particularmente, na área da enfermagem.

Fonte: Manual dos cuidadores de pessoas idosas.

O cuidador também possui um papel social fundamental, muito além de apenas acompanhar o idoso em eventuais compromissos. Eles se atentam às demandas emocionais dos idosos, oferecem apoio, companhia e atuam como ouvintes e confidentes, caso o familiar se sinta à vontade para se abrir.

Eles também se atentam a eventuais mudanças de comportamento ou saúde e transmiti-las aos familiares.

Funções do cuidador de idosos

As principais funções e responsabilidades dos cuidadores de idosos:

  • Garantir as condições básicas de bem-estar e qualidade de vida do idoso;
  • Cuidar da alimentação, saúde, higiene e demais necessidades;
  • Oferecer um ambiente bem cuidado, organizado, salubre e limpo;
  • Acompanhar o familiar em eventuais compromissos e necessitades, desde consultas médicas até viagens (se necessário);
  • Elaborar um relatório diário aos familiares, a fim de mantê-los à par das condições e necessidades do idoso;
  • Cuidar do físico, do emocional e do psicológico do idoso, o escutando e conversando quando necessário;

De acordo com o Manual dos Cuidadores de Pessoas Idosas:

“A função básica do cuidador é auxiliar no desempenho das atividades de vida diária, tendo por princípio ajudar a pessoa idosa na medida de sua necessidade, nem mais nem menos.”  

Segundo ele, as atividades exercidas pelo cuidador podem ser divididas em 3 tipos, por exemplo:

Atividades básicas de vida diária (ABVDs)

As atividades básicas de vida diária (ABVDs) envolvem cuidados como: alimentação, higiene, vestimentas, locomoção, exercícios, etc. Com o avanço da idade, pode ser que o idoso tenha dificuldades em realizar estas ações de autocuidado, o que torna necessário o auxílio de um cuidador.

Atividades instrumentais de vida diária (AIVDs)

As atividades instrumentais de vida diária (AIVDs) correspondem a tarefas mais complexas, como interações sociais, medicação, fazer compras, utilizar transporte, realizar tarefas domésticas leves e pesadas, preparar refeições e telefonar.

Quando comprometidas, é hora da família organizar para dedicar mais tempo a pessoa idosa ou considerar a contratação de um profissional para o cuidado.

Atividades avançadas de vida diária (AAVDs)

Já as atividades avançadas de vida diária (AAVDs) como a participação como viajar, visitar familiares e amigos, praticar esportes, etc. Seu comprometimento pode requerer o auxílio de outra pessoa para desempenhá-las.

No geral, sua ausência não compromete a sobrevida do idoso, mas sua qualidade.

Você pode se interessar:

Como contratar cuidadores de idosos?

Ao admitir um cuidador de idoso, é importante identificar algumas características importantes no profissional. Nesta ocupação, é essencial poder contar com um cuidador responsável, ágil, paciente e pontual.

O processo de contratação do cuidador de idoso passa por 3 processos fundamentais: elaboração do contrato de trabalho, assinatura da CTPS e registro no eSocial Doméstico.

O contrato de trabalho é o documento que rege a relação trabalhista. Por isso, ele deve conter informações como valor da remuneração, local de trabalho, cargo, função, atividades exercidas, etc. Além disso, o contratante deve deixar claro todos os deveres, responsabilidades, obrigações e limites de cada parte.

Já para a assinatura da CTPS, basta preencher a primeira página em branco da sessão “Contrato de Trabalho”, nos campos solicitados. Lembre-se de seguir todas as informações dispostas em contrato.

Por fim, mas de igual importância, o contratante deve registrar o cuidador no eSocial Doméstico. Basta acessar a plataforma com seus dados gov.br e, no menu “Trabalhadores”, dar início ao processo de admissão de um novo funcionário.

Saiba mais: Contratar um Cuidador de Idoso: passo a passo completo!

Como fazer a gestão do cuidador de idosos

Contratar um cuidador de idosos não é uma tarefa simples. Afinal, os deveres e responsabilidades não acabam com o registro do profissional – é preciso se atentar às disposições legais a fim de realizar uma gestão eficiente e livre de ações trabalhistas.

Então, que tal contar com uma plataforma completa e inteligente que te ajuda em todos os detalhes do trabalho doméstico?

Para isso, desenvolvemos o Hora do Lar, um sistema de gerenciamento de empregados domésticos que automatiza processos para empregadores.

A ferramenta é integrada ao eSocial Doméstico, gera cálculos automáticos de recibos de pagamentos, férias, rescisão, possui controle de ponto eletrônico via aplicativo para domésticos, suporte humanizado e mais.

Para automatizar processos rotineiros, ganhar tempo e reduzir riscos de ações trabalhistas, conheça nossos planoscadastre-se agora para começar.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

Quer receber mais conteúdos como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail toda
2ª feira e participe da comunidade do Hora do Lar!

© 2015-2023 Hora do Lar. CNPJ 21.011.165/0001-39. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade. Feito com ❤ pelo time HDL.

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.