...

Quanto custa uma empregada doméstica com carteira assinada?

Os valores de quanto custa uma empregada doméstica com carteira assinada vão para além de apenas seu salário. Sua remuneração varia conforme a região do Brasil, sendo, no mínimo, R$ 1.412,00 (salário mínimo federal). Em São Paulo, o piso salarial da doméstica é R$ 1.476,75.

Antes de contratar uma empregada doméstica, é muito importante que o empregador conheça e entenda os custos que vêm com a admissão da profissional. Afinal, não se trata de pagar apenas o salário mensal, mas sim os demais encargos que incidem sobre o valor bruto, sejam eles descontos ou acréscimos.

Os custos mensais de uma empregada doméstica têm o salário da profissional como base de cálculo. Assim, vale lembrar que ela não pode receber uma remuneração inferior aos valores mínimos nacionais, regionais ou estabelecidos por convenções coletivas, exceto caso atue em regime parcial.

Mas, afinal, quanto custa uma empregada doméstica com carteira assinada em 2024? Fique com o Hora do Lar até o final para descobrir tudo sobre o assunto. Boa leitura.

quanto custa uma empregada domestica com carteira assinada
O custo mensal de uma empregada doméstica em 2024 inclui os acréscimos e descontos, como vale-transporte, hora extra, adicional noturnos e os demais tributos trabalhistas — Foto: Freepik.

Quanto custa uma empregada doméstica com carteira assinada em 2024?

O custo mensal de uma empregada doméstica em 2024 contempla uma série de encargos e tributos que incidem sobre o salário bruto.

Os custos recorrentes na contratação de uma empregada doméstica são:

  • Salário mensal;
  • Encargos trabalhistas (INSS, FGTS, Seguro contra acidentes de trabalho, etc.);
  • Vale-transporte;
  • Horas extras e adicional noturno (se exercidos);
  • Férias e 13º salário (anuais).

Então, a fim de entender quanto custa uma empregada doméstica, o empregador deve conhecer os valores que deve pagar. São eles:

Salário

O salário da empregada doméstica é a remuneração pelas atividades realizadas no mês anterior. O empregador deve pagá-lo até o 5º dia útil de cada mês, a contar com o sábado.

Assim, o menor valor que a doméstica pode receber é o salário mínimo nacional, que em 2024 é R$ 1.412,00, sendo R$ 6,42/hora de atividade.

Contudo, alguns estados definem valores próprios como mínimo regional, de acordo com suas condições internas. Em 2024, o mínimo custo mensal de uma empregada doméstica nos estados brasileiros são:

LocalidadeValores para 2024Valores de 2023Valor/hora atual
NacionalR$ 1.412,00 R$ 1.320,00 (não válido)R$ 6,42
São PauloA definir.R$ 1.476,75R$ 6,71
Rio de Janeiro*A definir.R$ 1.320,00R$ 6,00
ParanáR$ 1.927,02R$ 1.816,60 (não válido)R$ 8,76
Santa CatarinaA definir.R$ 1.521,00R$ 6,91
Rio Grande do SulR$ 1.573,94 (ainda não aprovado pelo governador)R$ 1.443,94R$ 6,56

Encargos Trabalhistas

Os encargos trabalhistas são as obrigações tributárias referentes à remuneração da empregada. Tratam-se dos tributos da Guia DAE, que o empregador deve pagar até o dia 07 de cada mês.

EncargoPorcentagem (%)Valor (R$)
SalárioR$ 1.412,00
FGTS mensal 8%R$ 112,96
FGTS indenizatório3,2%R$ 45,18
GILRAT – Seguro contra acidentes de trabalho0,8%R$ 11,30
Contribuição previdenciária do empregador8%R$ 112,96
TotalR$ 282,40
Total + salárioR$ 1.694,40

INSS da Doméstica

O INSS da doméstica é uma contribuição previdenciária que garante seu acesso aos benefícios previdenciários, principalmente a aposentadoria. Seu recolhimento é feito em 2 partes: uma descontada da empregada e uma paga pelo empregador.

As atuais faixas de recolhimento e alíquotas são:

Salário de Contribuição (R$)Percentual da EmpregadaPercentual do EmpregadorAlíquota total a recolherParcela a deduzir
Até R$1.320,007,5%8%15,5%
De R$1.320,01 até R$2.571,299%8%17%R$19,80
De R$2.571,30 até R$3.856,9412%8%20%R$96,94
De R$3.856,95 até R$7.507,4914%8%22%R$174,08

Vale-transporte

O vale-transporte para a empregada doméstica tem o objetivo de custear o deslocamento entre sua casa e seu local de trabalho. Contudo, ele apenas é oferecido caso a profissional utilize meios de transporte públicos e apresente os valores diários necessários para o trajeto — considerando a ida e a volta.

Então, se a doméstica tiver meios de locomoção próprios, como carro, moto ou bicicleta, ela não pode solicitar o benefício. Além disso, caso a doméstica solicite o vale-transporte, o empregador pode descontar até 6% de seu salário.

Contudo, caso o valor necessário seja superior aos 6% de desconto, a diferença deve sair do bolso do empregador, sem descontos no salário da profissional.

Hora extra e adicional noturno

Todas as horas que a empregada trabalhar além de sua jornada usual são consideradas extra. Assim, o empregador deve remunerá-las com um adicional de, pelo menos, 50% sobre o valor/hora usual.

Contudo, para os dias de trabalho em datas de feriado ou durante DSR, a hora de trabalho vale 100% mais — ou seja, o dobro.

Já o adicional noturno é o incidente de 20% sobre todas as horas de trabalho entre as 22:00 e as 05:00. Portanto, em caso de trabalho noturno, o empregador deve aplicar o acréscimo.

Confira estes conteúdos do Hora do Lar:

Férias e 13º salário

A cada 12 meses (1 ano) de trabalho, a empregada doméstica tem direito a um período de férias. O tempo de descanso é proporcional à sua jornada semanal e à quantidade de horas de trabalho diárias.

Assim, as domésticas que atuam em regime integral, de 8 horas diárias e 44 semanais, têm direito a 30 dias de férias. Já no regime parcial, você pode conferir a proporção aqui: férias na jornada parcial da empregada doméstica.

O empregador deve remunerar o período no valor do salário da empregada + 1/3 constitucional, em até 2 dias antes do início de seu descanso.

Já o 13º salário é uma gratificação anual paga em 2 parcelas: a primeira até o dia 31/11 e a segunda até o dia 20/12.

Na primeira parcela, basta dividir o salário bruto por 12 e multiplicar pelos meses de trabalho. Além disso, o resultado não pode sofrer nenhum desconto. Já para a segunda parcela, basta fazer o mesmo processo, mas com os descontos do INSS e do Imposto de Renda.

Custo mensal total de uma empregada doméstica em 2024

EventosPercentualCusto
Salário bruto100%R$ 1.412,00
Desconto INSS7,5%R$ 105,90
Desconto IR
Desconto de Vale-Transporte0%R$ 0,00
Salário LíquidoR$ 1.306,10
EncargosPercentualCusto
IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte)
INSS Empregador8%R$ 112,96
INSS Empregado7,5%R$ 105,90
FGTS8%R$ 112,96
Multa do FGTS3,2%R$ 45,18
Seguro Acidente de Trabalho0,8%R$ 11,30
Total (Encargos da Guia DAE)R$ 388,30
Custo mensalR$ 1.694,40
Provisão – 13° salárioR$ 141,20
Provisão – 1/3 de FériasR$ 47,07
Total – Custo mensal de uma empregada domésticaR$ 1.882,67

Custo mensal total de uma empregada doméstica em São Paulo 2024

EventosPercentual Custo
Salário brutoR$ 1.476,75
Desconto do INSS7,5%R$ 110,75
Desconto do VTR$ 0,00
Salário LíquidoR$ 1.366,00
EncargosPercentualCusto
INSS Empregado7,5%R$ 110,75
INSS Empregador8%R$ 118,14
FGTS8%R$ 118,14
Multa do FGTS3,2%R$ 47,25
Seguro Acidente de Trabalho0,8%R$ 11,81
Total de Encargos da Guia DAER$ 406,09
Custo mensal:R$ 1.772,09
Provisão – 13° salárioR$ 147,67
Provisão – FériasR$ 49,22
Custo mensal totalR$ 1.968,98

Como fazer a gestão da empregada doméstica?

Ter uma empregada doméstica é uma necessidade que pode ser mais trabalhosa do que parece. Por conta de suas leis específicas e uma série de deveres, o empregador doméstico deve estar sempre atento para fazer tudo corretamente. 

Agora que você sabe quanto custa uma empregada doméstica, que tal conhecer uma plataforma especialista em trabalho doméstico?

Então, conheça o Hora do Lar, a solução completa que te auxilia nos numerosos processos no emprego doméstico. A plataforma do HDL garante praticidade e segurança para o empregador, desde a admissão até a rescisão, além de deixar toda a sua rotina de gestão automática e fácil.

Há quase 10 anos, o Hora do Lar ajuda mais de 15.000 empregadores em todos os momentos, por meio de funcionalidades e ferramentas como:

  • Controle de ponto por aplicativo;
  • Integração completa com o eSocial Doméstico;
  • Contabilização do total de horas normais, extras e noturnas de cada período;
  • Cálculo automático de encargos e verbas;
  • Emissão de guias e comprovantes de pagamento;
  • Geração do informe de rendimentos;
  • Suporte multicanal especializado e muito mais.

Junte-se a milhares de empregadores e simplifique a sua gestão doméstica com o Hora do Lar. Faça seu cadastro agora e tenha acesso a todas as vantagens.

[BÔNUS] Mantenha-se atualizado nas notícias do trabalho doméstico

Para se manter atualizado nos assuntos do trabalho doméstico, conte com o Hora do Lar. Existem diversas formas de ficar por dentro das novidades, como:

  • Newsletter HDL: inscreva-se gratuitamente e como resultado, terá as principais notícias do emprego doméstico e dicas práticas na sua caixa de e-mail, semanalmente.
  • Pesquisa Google: tem uma dúvida? Dá um Google. Basta pesquisar “tema + Hora do Lar” e estaremos lá para ajudar. Por exemplo: registrar empregada doméstica Hora do Lar.
  • Push web: é um sininho vermelho no canto inferior direito da sua tela agora. Basta posicionar o curso sobre ele e clicar. Assim você receberá um aviso no seu computador sempre que tiver conteúdo novo aqui no blog – mas não se esqueça de ativa.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 77

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

Quer receber mais conteúdos como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail toda
2ª feira e participe da comunidade do Hora do Lar!

© 2015-2023 Hora do Lar. CNPJ 21.011.165/0001-39. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade. Feito com ❤ pelo time HDL.

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.