...

Tributos da Guia DAE do eSocial: encargos e valores!

Mensalmente, o empregador doméstico deve emitir e pagar o documento do eSocial. Os tributos da Guia DAE do eSocial Doméstico são: 8% de FGTS; 3,2% de reserva indenizatória; 0,8% de seguro contra acidentes de trabalho; 8% de contribuição patronal e 7,5% a 14% de INSS da empregada.

Ao admitir uma empregada doméstica, o empregador se depara com uma série de responsabilidades e obrigações mensais e anuais. Assim, uma das principais, de extrema importância para a manutenção da relação trabalhista, é a emissão e pagamento da Guia DAE.

A Guia DAE é um documento do eSocial Doméstico que contempla as tributações trabalhistas, fiscais e previdenciárias referentes à empregada. Seu vencimento data para o dia 07 de cada mês, e o contratante pode realizar o pagamento via PIX ou boleto bancário em casas lotéricas, ou agências da Caixa Econômica Federal.

Mas quais são os tributos da Guia DAE do eSocial? Quais os valores percentuais que o empregador deve pagar para cada um? Para responder a estas e as demais perguntas, o Hora do Lar preparou este conteúdo completo para você. Então, continue conosco até o final e boa leitura.

tributos da guia dae do esocial
Os tributos da guia DAE do eSocial garantem os direitos da empregada doméstica, além de conferirem legalidade à relação trabalhista — Foto: Freepik.

O que é a Guia DAE do eSocial Doméstico?

A Guia DAE (Documento de Arrecadação do eSocial) é uma das principais responsabilidades mensais do empregador, emitida pelo eSocial Doméstico. O documento reúne os tributos trabalhistas, fiscais e previdenciários referentes à profissional admitida, fundamental para a garantia de seus direitos constitucionais e a legalidade da relação.

O vencimento data para o dia 07 de cada mês, com o encerramento da competência e pagamento da folha. Em caso de feriado, antecipa-se o pagamento para o último dia útil antes da data de vencimento. O empregador pode pagar o documento via PIX, QR Code ou boleto bancário, em casas lotéricas ou agências da Caixa Econômica Federal.

Ainda que o contratante possua mais de uma profissional doméstica em atuação, deve-se emitir apenas uma guia DAE. Afinal, o documento contempla e considera todas as empregadas registradas no sistema do eSocial, calculando o valor automaticamente.

Você pode se interessar:

Tributos da Guia DAE

Os tributos da Guia DAE do eSocial são:

  • FGTS — 8%;
  • FGTS Compulsório (reserva indenizatória) — 3,2%;
  • Seguro contra acidentes de trabalho — 0,8%;
  • INSS do empregador — 8%;
  • INSS da empregada — de 7,5% a 14% ;
  • Imposto de Renda Pessoa Física (se houver).

O pagamento da Guia DAE é de responsabilidade do empregador, mas alguns dos encargos e valores devem partir da empregada — ou seja, deve-se descontar de seu salário mensal.

Tributos da Guia DAE do eSocial — Empregador

Os valores atribuídos ao empregador são:

  • Contribuição patronal previdenciária (INSS) — 8%;
  • FGTS — 8%;
  • Indenização compensatória (Multa FGTS) — 3,2%. 
  • Seguro contra acidentes do trabalho (GILRAT) — 0,8%;

Tributos descontados do salário da empregada

Os valores que o empregador deve pagar na Guia DAE e descontar do salário da empregada doméstica são:

  • Contribuição previdenciária — 8% a 11%;
  • Imposto sobre a renda pessoa física — se houver incidência.

O que acontece em caso de não pagamento dos tributos da Guia DAE

Em caso de atraso no pagamento da Guia DAE, o empregador fica sujeito à incidência de multas e juros sobre o valor inicial do documento. Além disso, para as situações de não pagamento, o contratante pode ser inscrito na Dívida Ativa da União por Apropriação Indébita Previdenciária.

A multa por atraso de pagamento é de 0,33% ao dia, com limite de 30% do valor inicial e aplicação de juros de 1% ao mês. Já a multa referente ao FGTS é de 10% desde o primeiro dia de atraso, com a aplicação de 0,5% de juros ao mês.

Confira: Como Pagar eSocial Doméstico Atrasado: passo a passo.

Hora do Lar para gestão da empregada doméstica

Ser um empregador doméstico não é uma tarefa simples, com tantos detalhes e regras para lembrar. Afinal, em meio a tantas responsabilidades em meio à rotina corrida, é comum ter dúvidas e dificuldades na execução de alguns processos.

Por isso, conte com a ajuda do Hora do Lar — a plataforma mais completa quando se trata de emprego doméstico, que ajuda mais de 15.000 empregadores todos os meses, em todos os momentos da relação trabalhista.

Assim, com auxílio especializado para o trabalho doméstico desde a admissão da profissional até a rescisão, o Hora do Lar evita erros e inconsistências em sua gestão de profissionais, garantindo a sua segurança e agilidade em todas as etapas.

Para isso, o HDL oferece ferramentas e funcionalidades úteis à sua rotina, como:

  • Aplicativo para registro de ponto da empregada;
  • Integração com o eSocial Doméstico;
  • Cálculos automáticos;
  • Emissão de guias e comprovantes de pagamento;
  • Geração do informe de rendimentos anual;
  • Suporte multicanal especializado e muito mais.

Descubra o que mais o Hora do Lar pode fazer, e encontre o melhor plano para você. Então, cadastre-se agora mesmo!

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

Quer receber mais conteúdos como esses de graça?

Inscreva-se para receber nossos conteúdos por e-mail toda
2ª feira e participe da comunidade do Hora do Lar!

© 2015-2023 Hora do Lar. CNPJ 21.011.165/0001-39. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade. Feito com ❤ pelo time HDL.

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.